• Laguna News

Atenção no milho safrinha: Meteorologistas alertam para geada severa e queda na temperatura




Conforme já indicavam as previsões, os últimos dias de junho serão marcados por frio intenso em grande parte do Brasil. A entrada da primeira massa de origem polar do inverno vai derrubar as temperaturas e aumentam as preocupações para geadas em áreas de produção agrícola nos próximos dias. A massa de ar frio já derrubou as temperaturas no Sul do Brasil na madrugada desta segunda-feira (28) e a tendência é que o sistema ganhe intensidade nas próximas horas. De acordo com o agrometeorologista Luiz Renato Lazinski, para a próxima madrugada já existe previsão de geada no sul do Mato Grosso do Sul, centro, oeste e sul do Paraná, além de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, com temperaturas abaixo de 0ºC. 3 Segundo o especialista, a tendência é que o dia mais frio seja registrado na quarta-feira, dia 30, quando há previsão de geada generalizada em grande parte do Sul do Brasil. "Essa é a primeira massa de ar frio mais intensa deste ano, o que aumenta a atenção para o milho safrinha principalmente no oeste e norte do Paraná, áreas do Mato Grosso do Sul e também no Paraguai", afirma. A meteorologista Estael Sias, da MetSul destaca ainda que o chama atenção na primeira massa de ar do inverno é justamente sua extensão, que promove o declínio das temperaturas não apenas nos estados do Sul, mas também em outras regiões, como por exemplo queda nas temperaturas mínimas no Sudeste e Centro-Oeste do Brasil. Para a especialista três fatores chamam atenção no sistema, sendo eles: a intensidade do frio, a trajetória continental -que derruba as temperaturas em várias áreas e o período do ano com noites mais longas, o que também favorece a queda nas temperaturas. Os dados da MetSul indicam que no Rio Grande do Sul as temperaturas mais baixas podem ficar entre -5ºC e -7ºC nos próximos dias, confirma ainda o risco de geada intensa na faixa oeste do país. "O ar mais seco e frio está posicionado entre a Argentina e o Paraguai e por isso na faixa oeste há a tendência de geada severa na quarta e quinta-feira", comenta. Com o avanço do ar frio para as demais localidades, Estael não descarta o risco de geadas em São Paulo, Serra da Mantiqueira e Minas Gerais, porém com menos intensidade. As previsões de Andrea Ramos, meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) afirmam que o sistema conhecido como "friagem" se forma nas próximas horas, o que justifica o declínio nas temperaturas de norte a sul do Brasil. O Inmet emitiu alerta laranja, de declínio de temperatura, válido para toda faixa oeste do Brasil: "Especialmente a partir da tarde do dia 28/06, há condições de queda de neve nas regiões serranas entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Além disso, entre terça-feira (29) e quarta-feira (30), as condições atmosféricas serão propícias para a formação de geada (moderada a forte) em uma ampla área da Regiões Sul e do Mato Grosso do Sul, podendo se estender até a divisa entre São Paulo e o Paraná", destacou o Inmet em comunicado oficial.

Por: Virgínia Alves

Fonte: Notícias Agrícolas

37 visualizações0 comentário
Fullbanner Site Laguna News formato 900 x 120 px.gif