• Laguna News

Laguna Carapã registra segunda maior temperatura do Estado e 12ª do país.


Nesta terça-feira (18) os termômetros chegaram a 37,7°C em Laguna Carapã, com a umidade relativa do ar marcando 27%.


Os termômetros em Mato Grosso do Sul ainda não estão dando alívio para quem prefere os dias mais frios. O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) atualizou a lista de cidades mais quentes do Brasil, e duas cidades do Estado registraram temperaturas acima de quase 40°C na terça-feira (18).


Conforme o levantamento, o instituto leva em critério as temperaturas máximas registradas no dia, além de acumulados de chuva e umidade relativa do ar. Na cidade de Jardim, ficou em 3° lugar no ranking de cidades mais quentes de ontem, com 39,2°C, ficando à frente até mesmo de Corumbá, considerada por muitos sul-mato-grossenses como um dos municípios mais quentes do MS. A previsão é que a cidade ainda registre a máxima de 40°C nesta quarta-feira (19).


A segunda cidade mais quente da semana no Estado foi Laguna Carapã, com 37,7°C, ocupando a 12° posição no ranking. Ainda segundo o Inmet, hoje pode registrar chuvas isoladas e ventos fracos.


Os dois municípios também registraram índices alarmantes de baixa umidade relativa do ar, com 22% e 27%, respectivamente. Ponta Porã também registrou 22% de baixa umidade do ar.


Uma onda de calor passa pelo Estado e pode registrar temperaturas de 5°C a mais do que a média para o período. A massa de ar quente vem da região sul do país e atinge algumas cidades do MS. As principais cidades que podem registrar o fenômeno é Eldorado, Mundo Novo, Iguatemi, Coronel Sapucaia, Sete Quedas, Japorã, Itaquiraí e Amambai.

Vale lembrar que a recomendação da Defesa Civil é evitar fazer esforço em horários de sol forte, das 9h às 16h e ingerir bastante líquido.


Mais de 60 municípios do Estado estão em alerta de tempestade, segundo relatório divulgado hoje (19) pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Chuvas entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, ventos intensos (40-60 km/h), e queda de granizo.


As regiões Leste, Centro Norte, Sudoeste e o Pantanal ficaram em perigo potencial até as 10h de amanhã (20). O relatório indica baixo risco de corte de energia elétrica, estragos em plantações, queda de galhos de árvores e de alagamentos.


Confira todos os municípios:


Água Clara, Alcinópolis, Anaurilândia, Amambai, Angélica, Antônio João, Aparecida do Taboado, Aral Moreira, Bandeirantes, Bela Vista, Bataguassu, Bodoquena, Brasilândia, Bonito, Caarapó, Corguinho, Camapuã, Campo Grande, Caracol, Cassilândia, Chapadão do Sul, Costa Rica, Coronel Sapucaia, Coxim, Deodápolis, Douradina, Dois Irmãos do Buriti, Eldorado, Dourados, Figueirão, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Guia Lopes da Laguna, Iguatemi, Inocência, Itaporã, Itaquiraí, Jaraguari, Jateí, Juti, Laguna Carapã, Maracaju, Miranda, Mundo Novo, Naviraí, Nova Andradina, Nioaque, Novo Horizonte do Sul, Paranaíba, Paraíso das Águas, Paranhos, Pedro Gomes, Porto Murtinho, Ponta Porã, Ribas do Rio Pardo, Rio Negro, Rio Brilhante, Rochedo, Santa Rita do Pardo, Selvíria, Sonora, Sete Quedas, Tacuru, Taquarussu, Terenos, Três Lagoas e Vicentina.


Este trecho é parte de conteúdo que pode ser compartilhado utilizando o link: https://www.acritica.net/editorias/geral/mais-de-60-municipios-do-estado-estao-em-alerta-tempestade-segundo-o/574794/ - as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do jornal A Crítica de Campo Grande estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral. Não reproduza o conteúdo do jornal em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização do jornal (redacao.acritica@gmail.com). Essas regras têm como objetivo proteger o investimento que o jornal "A Crítica" faz na qualidade de seu jornalismo.

77 visualizações0 comentário
CAMARA-LAGUNA-CARAPA-2022-Balanço-das-ações-FULLBANNER-900x120-px.gif